EdimburgoEscóciaEuropaHighlandsInglaterraLondresMundo

Uma viagem pelo mundo mágico de Harry Potter

Você é fanático pelo bruxo mais conhecido do mundo e sonha em estar nos lugares em que foram feitas as gravações dos filmes? Ou mesmo que serviram de inspiração para J.K. Rowling escrever a série de Harry Potter? Seu roteiro está todo aqui!

Nada como falar com quem entende do assunto, não? E não sou eu não. A Pri fez esse tour e mandou todas as dicas, referências e segredinhos. Pronto para saber de tudo? Então pega sua vassoura que vamos voar! (Ou que tal aparatar? Acho que é mais rápido). Com vocês, Priscila.

Leia também: Reino Unido para fãs de Harry Potter

Amigos potterheads, quem nunca sonhou em fazer uma viagem temática pelo mundo de Harry Potter e J.K. Rowling? Pois bem, eu fiz a mágica acontecer e compartilho com vocês todos os meus melhores momentos!

Londres

Um sonho de cidade e que ambienta muitas cenas do mundo trouxa. Londres respira Harry Potter em quase todas as esquinas, camelôs, livrarias, papelarias e lojinhas em geral (sério, eu não tinha a dimensão de como essa marca é forte lá). Londres é linda e maravilhosa! Dizem que ou você ama ou odeia, mas para mim foi tudo de muito bom. Ver o Big Ben, os ônibus vermelhos de dois andares e as cabines de telefone realizou meus sonhos desde adolescente. Fora isso, a cidade tem de tudo e mais um pouco para explorar, como essas vistas estonteantes da famosa arquitetura da cidade e o London Eye, às margens do rio Tâmisa:

Pri Harry Potter_Londres skyscraper

Pri Harry Potter_tamisa

Existem muitas locações de filme do Harry Potter em Londres e muitas páginas de fãs e de turismo indicam as localizações e cenas. E foi de posse dessas informações que a brincadeira começou!

Em Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry precisa ir ao Beco Diagonal para comprar material escolar. O livro descreve que a entrada do Beco fica no Caldeirão Furado, um pub que para os trouxas fica na Charing Cross Road. No entanto, o filme mostra Hagrid levando Harry através do Leadenhall Market, um bonito mercado vitoriano, não muito longe da verdadeira Charing Cross, que é facilmente acessado de metrô – “tube”, como eles chamam – pelas estações Monument ou Bank.

Pri Harry Potter_Leadenhall Market

A entrada do Caldeirão Furado foi filmada dentro do Leadenhall Market, em uma travessa chamada Bull’s Head Passage, e é facilmente reconhecível pela fachada azul próxima a uma ótica. Se você estiver em dúvida sobre qual a entrada do mercado e qual das travessas é a correta, olhe bem pros lados ou pergunte, tem muitos turistas procurando e tirando fotos desses dois lugares!

Pri Harry Potter_Bulls Head Passage

A partir dali é fácil ir andando até a Millennium Bridge que, em Harry Potter e o Príncipe Mestiço, foi destruída por um ataque de comensais da morte. Se preferir, vá de metrô pelas estações St. Paul’s ou Mansion House e atravesse a ponte quase até o outro lado. Se você não for alto, como eu, leve um pau de selfie ou um amigo alto para tirar a foto, com a linda St. Paul’s Cathedral do outro lado.

Pri Harry Potter_Millennium Bridge

Se tiver disposição, aproveite para caminhar e apreciar a paisagem pela margem norte do Tâmisa e então ir para Covent Garden, um lugar super gracioso cheio de mercados, restaurantes e teatros, e depois para a estação Picadilly Circus.

Em Harry Potter e as Relíquias da Morte, Harry, Rony e Hermione escapam de um ataque de comensais da morte em um casamento, desaparatando em Londres, na Tottenham Court Road – segundo o livro. A filmagem, no entanto, foi feita não muito longe dali, na Shaftesbury Avenue, ao lado de uma loja da GAP. Ela é bastante visível saindo da estação Picadilly Circus, mas essa região está sempre muito movimentada, principalmente à noite. Sempre tem carros nesse farol e quando não tem carros, tem muitos pedestres nessa faixa, então todo cuidado é necessário para tirar uma foto no meio da rua. Dei muita sorte!

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


Pri Harry Potter_Shaftesbury Avenue

Na sequência, nosso trio favorito escapa de ser atropelado por um tradicional ônibus vermelho se atirando contra uma grade em frente à GAP. A grade não existe mais e a calçada parece ter sido alargada, mas basta tirar a foto pegando o finzinho da loja da GAP e o início da loja seguinte (quando fui, era uma lojinha de comida oriental chamada Japan Centre).

Pri Harry Potter_loja gap

Ainda há vários lugares a serem explorados em Londres para os fãs de Harry Potter! Não deixe de passar na estação King’s Cross, onde está a loja oficial da Plataforma 9 3/4 com infinitos artigos (roupas, bijuterias, cadernos, canecas, ímãs, edições especiais dos livros, doces temáticos e uma cartinha para Hogwarts feita na hora com o seu nome). Prefira ir em dias de semana e em horário comercial se quiser visitar a loja com tempo e comodidade (é preciso muito amor mesmo pra tentar no fim de semana). E se quiser umas roupas temáticas em preço mais acessível, vá até uma loja Primark, sempre tem uma seção de Harry Potter.

 

Escócia, onde a magia começou

Se ainda houver dinheiro e disposição, por que não ir até a Escócia? Afinal, é lá onde vive J.K. Rowling, onde fica nossa querida Hogwarts e onde muitas cenas externas foram filmadas.

A Escócia é um país pequeno, dá pra conhecer muita coisa em pouco tempo! Uma passagem de ônibus de Londres (Victoria Coach Station) para Glasgow custa em torno de 20 libras (mais barato que ir de trem) e vale a pena contratar uma agência para um tour de van. Fiz o tour com a Discover Scotland e fui abençoada com um guia que sabia muito de Harry Potter e indicava várias locações (pena que em algumas não dava pra parar e tirar foto, mas eram reconhecíveis, como a ilha do funeral do Dumbledore e a Floresta Proibida).

Dentre elas está a impressionante Glencoe, onde foram filmadas as externas da casa do Hagrid, em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (onde a Hermione socou o Draco), e onde também foram filmadas as externas de 007: Operação Skyfall.

Pri Harry Potter_ Glencoe

E por que não pegar o Expresso de Hogwarts? Ele existe e se chama Jacobite Steam Train. Essa viagem vale bastante a pena para se sentir a caminho de Hogwarts, cujo momento mais aguardado é a passagem pelo Glenfinnan Viaduct. Há trechos saindo e parando em diferentes estações da linha, portanto é bom se planejar quanto a tempo, distância e valor do trecho! Fiz o trecho de Glenfinnan para Fort William: em Glenfinnan há uma lojinha de Harry Potter e a pequena trilha para o mirante traz uma bela vista do Glenfinnan Viaduct de um lado e do Loch Shiel do outro.

Pri Harry Potter_Expresso de Hogwarts

O Loch Shiel foi usado como inspiração para Harry Potter e o Cálice de Fogo em uma das provas do Torneio Tribruxo no lago de Hogwarts. Conseguiu visualizar Hogwarts à beira do lago? Eu consegui!

Pri Harry Potter_ Loch Shiel

E então chegou o momento mais aguardado (e felizmente anunciado nos auto-falantes): a passagem pelo Glenfinnan Viaduct. Ele aparece em Harry Potter e a Câmara Secreta, quando Harry e Rony perdem o expresso e tentam ir de carro até Hogwarts seguindo o trem. Não consegui sentar à janela, mas a magia aconteceu quando um rapaz cedeu o seu lugar pra mim, abriu a janela e eu pude apreciar alguns infinitos segundos e tirar a melhor foto da viagem – sem ajustar o celular, porque eu estava com medo de perdê-lo pela janela e tinha que ser rápida para retribuir a gentileza de volta. Inesquecível!

Pri Harry Potter_ Glenfinnan Viaduct

Se ainda houver fôlego (!), indo para Edimburgo é possível conhecer um dos locais onde Harry Potter e a Pedra Filosofal foi escrito. J.K. Rowling passou muitas tardes num café chamado The Elephant House, a apenas cinco minutos de caminhada do Castelo de Edimburgo. Além da decoração temática de elefantes, há muitas matérias de jornais e revistas a respeito da J.K. pelas paredes. Uma delas dizia que os donos desistiram de apagar os recados deixados pelos fãs nas paredes dos banheiros (e é claro que eu fui conferir)! Também há uma cristaleira onde está guardado um livro da primeira edição de Harry Potter autografado e um outro livro com uma dedicatória especial: “To the beautiful little coffee shop where the magic all began. K x”.

Pri Harry Poter_The Elephant House

 

Warner Bros Studio Tour London – The Making of Harry Potter

A Warner Bros Studio é o ponto turístico mais visitado do Reino Unido e eu não podia deixar de passar por lá! Ela não fica em Londres, mas o acesso por Londres não é tão difícil quanto parece. O site oficial explica algumas opções de transporte e a minha rota foi de metrô até a estação Euston (valor da passagem variável com a distância percorrida), e então 20 minutos de trem de Euston até Watford Junction (£11,20 ida e volta comprado antecipado pela internet). Na saída de Watford Junction há um transfer do próprio estúdio que leva as pessoas por ordem de chegada (£2,50 ida ou volta) num percurso de 20 minutos. Tenha atenção com seus tickets e se planeje, pois a entrada para o estúdio e a passagem de trem tem horários agendados. Eu fiquei apenas 5 horas no estúdio e poderia tranquilamente ter ficado mais. Lembre que o local está sempre cheio e muitas partes requerem fila (lanchonete, fotos, vídeos e a lojinha onde dá pra se perder e ficar muito pobre).

Os valores das entradas pro estúdio variam (individual, grupo, adulto, criança), sendo a adulto individual £39,00. É altamente recomendado comprar antecipado pela internet, não deixando para a última hora porque as datas próximas tendem a estar esgotadas. Então, planeje-se e aproveite!

Pri Harry Potter_Warner Bros Studio

O estúdio é realmente impressionante e um dos pontos altos (na verdade, é bem difícil decidir qual o ponto mais alto) é a visita ao Salão Principal com um belo banquete – altamente figurativo. Não dá pra não se sentir em Hogwarts!

Pri Harry Potter_banquete studio

Há um riquíssimo e maravilhoso acervo de figurinos, maquiagem, criaturas mágicas e outros objetos que você pode ver de pertinho e com muitos detalhes.

Pri Harry Potter_studio detalhes

Há vários cenários, dentre os quais um dos meus favoritos é sala de Poções nas masmorras (afinal, Snape é muito amor). É a foto que abre esse post.

E um dos mais bonitos pra mim foi a sala do diretor, rico em cada detalhe com cada objeto curioso que Dumbledore colecionava. Eu tive muito a impressão de que ele estava olhando pra mim e que o Chapéu Seletor estava ouvindo a nossa conversa!

Pri Harry Potter_sala diretor

Entre os objetos, uns dos que mais me chamaram a atenção foram a porta da Câmara Secreta e a porta do cofre de Gringotts com as suas muitas articulações manuais:

Pri Harry Potter_ cofre de Gringotts

E quem não lembra destes ícones? O retrato da Mulher Gorda (entrada da torre da Grifinória), a gárgula da torre do diretor e as peças de xadrez bruxo gigantes?

Pri Harry Potter_icones studio

E a plataforma 9 3/4 com o Expresso de Hogwarts, a cerveja amanteigada (não achei gostoso, parecia refrigerante com sorvete derretido…) e o Noite Bus?

Pri Harry Potter_icones studio2

E a casa dos Dursley na Privet Drive número 4, devidamente ambientada com a chegada das cartas de Hogwarts para Harry?

Pri Harry Potter_casa dos Dursley

E então finalmente, mas não menos importante, o fabuloso castelo de Hogwarts! A maquete original foi feita por 86 artistas para o primeiro filme em escala 1:24 (quase 15 metros de diâmetro) e foi depois usada em todas as continuações. Todas as portas são articuladas, plantas naturais foram utilizadas no paisagismo, aves em miniatura estão no corujal e fibras óticas cintilam simulando lanternas e tochas e dando a impressão de haver pessoas passando pelos corredores. Não tem como não se impressionar!

Pri Harry Potter_ castelo de Hogwarts

 

Harry Potter and the Cursed Child – Parts I and II

Para os muitíssimos fãs que gostariam de assistir a oitava continuação da saga, uma boa notícia: é possível conseguir ingressos para a peça! Embora o site oficial comente que a venda será reaberta somente em abril, existem algumas possibilidades. Uma delas é tentar um sorteio de 40 ingressos que ocorre no site toda sexta-feira às 13:00 para a semana seguinte (The Friday Forty). Outra delas é tentar a sorte na própria bilheteria do Palace Theatre.

Pri Harry Potter_Harry Potter and the Cursed Child

Quando estive em Londres, eu minha irmã arriscamos pegar ingressos pro mesmo dia num sábado, numa fila de desistência na porta do teatro. Não deu certo. Mas felizmente um dos funcionários deu a dica de que eles disponibilizam durante a semana alguns ingressos remanescentes para as próximas uma ou duas semanas, provavelmente um lugar de visão menos privilegiada ou um muito muito bom (caro). Não tive dúvidas e arrisquei! Logo na segunda-feira seguinte fui à bilheteria muito confiante de que ia ter um ingresso pra mim, nem que fosse para dali alguns dias! Por algum motivo, eu já estava muito feliz e muito positiva. Deu super certo!

A peça é muito melhor do que o livro e os efeitos especiais são muito superiores! Não darei nenhum spoiler como recomendou J.K. Rowling no programa da peça: “Keep the secrets”! Só o que posso dizer é que se você quer tentar assistir à peça, tente! Eu acredito na magia e ela esteve lá para mim quando eu consegui os ingressos. Foi o dia mais feliz da minha viagem!

Pri Harry Potter_Harry Potter and the Cursed Child 2

 

Sites de interesse:

Harry Potter Film Location Places

The Jacobite Steam Train

Discover Scotland – Agência de Turismo em Glasgow (com Fraser, o melhor guia!) | Pacote: Glenfinnan, Mallaig & Jacobite Steam Train

DailyMail: “In the UK it’s the Harry Potter studio tour and in the US it’s Central Park: Interactive map reveals the top tourist attraction in every country” (20 de dezembro de 2016)

Warner Bros Studio Tour London: The Making of Harry Potter

Harry Potter and the Cursed Child – Parts I and II

 

Hostel em Londres:
Meiniger Hotel London Hyde Park (65-67 Queen’s Gate, Kensington, London SW7 5JS, UK)

Hostel em Glasgow:
Euro Hostel Glasgow (318 Clyde St, Glasgow G1 4NR, UK)

Hostel em Edimburgo:
Smart City Hostel by Safestay (50 Blackfriars Street, Edinburgh EH1 1NE, UK)

 

Leia mais:

Tour para Highlands e o Lago Ness

5 filmes que inspiram viagens

Fotos clichês, mas todos querem

A primeira viagem internacional

Ingresso sem fila!

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

22 Comments

  1. viajei_compartilhei
    16/03/2017 at 10:38 — Responder

    Fascinante…tem cono não ser doido por esse bruxo e tudo que o envolve? As produções e obras dedicadas a ele são incríveis.

  2. 16/03/2017 at 10:57 — Responder

    VOCÊ DEVE SER HIPER FÃ!!!
    Voltei a ser criança com seu post. deve ter amado esse roteiro!!

    • 17/03/2017 at 11:46 — Responder

      Na verdade, não sou tão fã assim. hahahah. A Pri que é!
      Gostaria de ir aos estúdios, mas passar por cada lugar de gravação é uma coisa que nunca me passou pela cabeça. Agora já sei que é possível e bem fácil.

  3. 16/03/2017 at 15:48 — Responder

    As pessoas me condenam, mas não sou muito fã de Harry Potter! Mas quando morei na Inglaterra, eu ficava impressionada como as pessoas eram fascinadas por esses tours!

    • 17/03/2017 at 11:53 — Responder

      Harry Potter tem uma legião enorme de fãs mesmo. E uma outra quantidade de pessoas que vão pela curiosidade, pelo embalo, pela modinha.
      Nada vai agradar 100% das pessoas. Não te condeno. hahah

  4. 16/03/2017 at 20:07 — Responder

    Adorei! essa viagem eu quero fazer! <3 <3

  5. 17/03/2017 at 07:45 — Responder

    Acho muito legal viajar pelo lugares que foram usado para filmagem, em 2015 comecei os cenários de Game of Thrones na Irlanda do Norte

    • 17/03/2017 at 11:54 — Responder

      Filmes fazem a gente viajar sem sair do lugar, né? E depois a gente se mexe pra conhecer cada cantinho de verdade.

  6. 17/03/2017 at 09:45 — Responder

    Sou apaixonada por Londres e lendo seu post bateu uma enorme saudade. Acho que preciso voltar logo pra rever todos esses pontos que vc mencionou. Parabéns pelo post.

    • 17/03/2017 at 11:55 — Responder

      =]
      Olha o sinal de que é hora de voltar pra terra da rainha!

  7. 17/03/2017 at 09:56 — Responder

    bahh guriaa que roteiro legal, acho demais visitar os lugares onde filmes lindos foram filmados! fiz a mesma coisa lá na Nova Zelândia com o Senhor dos Anéis, mas não era a localização tão exata pois né, muita coisa foi filmada no meio do mato ahueaheua

    • 17/03/2017 at 11:57 — Responder

      Fazer esse roteiro pela NZ deve ser incrível demais!!! O país já é lindo. Eu fiz um pequeno tour em Queenstown e já gostei bastante, imagina fazer em outros lugares também!!

  8. 17/03/2017 at 13:02 — Responder

    Meu Deus!!! Preciso imprimir essas dicas, não vale só anotar. Já coloquei na barra de favoritos. Amo Harry Potter!!!

    • 20/03/2017 at 23:25 — Responder

      Esse roteiro está demais. A Pri mandou mto bem!!

  9. 17/03/2017 at 21:16 — Responder

    Malfeito feito!

    Demais seu post! Como um grande fã de Harry Potter curti demais tudoooooo!
    Já tive a oportunidade de ir pra Londres e passei em vários desses pontos. Ah… o Warner Studios é sensacional!

    Obrigado por compartilhar! =)

    • 20/03/2017 at 23:26 — Responder

      =]
      Os fãs piram! hahahaha
      Eu não fui no Warner Studios e agora to morrendo de vontade de conhecer!

  10. 18/03/2017 at 01:49 — Responder

    Uauuu, achei fantástico esse tour da Pri pelos caminho do Harry Potter. Vou até assistir aos filmes novamente antes da próxima visita a Londres!! =)

    • 20/03/2017 at 23:27 — Responder

      É uma ótima ideia!
      Ver os locais que aparecem nos filmes e depois tentar reconhecer na cidade. Confesso que eu sou péssima nisso. hahaha Vou fazer isso tbm!

  11. 20/03/2017 at 10:37 — Responder

    Que roteiro MARAVILHOSO!! Eu conheço alguns desses lugares, mas quero demais conhecer os outros. O dia que fui no estúdio da Warner foi um dos melhores da minha vida!! <3

    • 20/03/2017 at 23:44 — Responder

      Que lindo!!
      Todo mundo falando tanto do estúdio da Warner que eu preciso ir tbm. Próxima viagem pra Londres já tem programa!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *