Bagagem de Memórias

Tag Wanderlust, por Bagagem de Memórias

Vira e mexe surge uma brincadeira entre os blogueiros de viagem e a da vez é a Tag Wanderlust – perguntas e respostas sobre viagens. E como funciona? Cada blogueiro responde 10 perguntas e pode convidar outros para participar também. É uma forma de você, leitor@, me conhecer um pouco mais. E dos blogueiros também.

Já participei de uma brincadeira dessas uns anos atrás. Fica aqui o link para relembrar.

Leia também: Conhecendo a blogueira: Patricia

Antes de mais nada…

 

O que é wanderlust?

É uma palavra em alemão que vem da junção de duas outras: wandern (caminhar) e lust (desejo). Não há uma palavra em português para traduzir wanderlust, mas seria o desejo intrínseco e profundo de viajar, a necessidade de estar em movimento, de conhecer o novo. É aquele desejo incontrolável que toma seu corpo e sua mente e te faz apenas ir para o desconhecido, não importa muito destino, mas sim a jornada.

É uma palavra cheia de significados. E que me descreve muito. Não só eu, mas todos os viajantes que existem por esse mundo afora.

 

Antes de responder as perguntas, vou deixar aqui o vídeo da Day, do LolePocket. Ela participou da tag e desafiou o Bagagem de Memórias.


E que venham as perguntas!

 

1. Quando e pra onde ia o seu primeiro avião?

Faz tempo e não lembro exatamente para onde. Foi em uma viagem que fiz com meus pais pela CVC quando eu tinha 6 anos, acho. Fomos para o nordeste do Brasil, mais especificamente para Fortaleza, Natal e Maceió. Não sei qual foi a ordem dos destinos, por isso não sei para onde foi o primeiro vôo.

Lembro que a pequena pessoa aqui, desesperada pela novidade de voar, puxava seus pais para a fila logo que anunciavam o início do embarque, alegando que quem viajava com criança tinha prioridade no embarque (o que era verdade). Olha como são as coisas… hoje eu quero matar os desesperados que correm pra entrar no avião primeiro. E viagens estilo CVC não me agradam nem um pouco. hahahah.

 

 

2. Para onde você já foi e gostaria de voltar?

Essa é uma pergunta muito difícil de responder. Tenho pedacinhos do meu coração espalhados pelo mundo. Falei sobre isso quando escrevi sobre os meus países preferidos no mundo. Entre lugares lindos e experiência marcantes, a vontade de voltar para vários deles é grande. Ao mesmo tempo, sei que não dá para esperar que seja igual a primeira vez, porque por mais que o lugar seja o mesmo, será outro momento, outras pessoas, outra cabeça, outra maturidade e outra visão de mundo.

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


Já que tenho que escolher algum lugar para responder a pergunta, vou citar 3 (não dá pra ser só um, gente!).

Voltaria para Santiago de Compostela, caminhando obviamente. Talvez pelo mesmo caminho que já fiz, talvez por outro.

Para o Japão, porque tem um monte de coisas que quero fazer por lá, incluindo subir o Monte Fuji e o Shikoku Henro, o Caminho dos 88 templos.

E para Tailândia, porque esse país é só amor. É sério, como não se apaixonar por esse lugar, pela cultura, pelas praias, pela comida e pelas pessoas?

camino_para onde o caminho me levar
Para onde o caminho me levar, eu vou.

 

 

3. Você viaja amanhã e dinheiro não é problema. Para onde você vai?

Outra pergunta difícil. Tem tanto lugar pra escolher. Pode ser uma volta ao mundo?

Já que dinheiro não é problema, pode ser um lugar bem caro que eu não conseguiria pagar agora, né? Iria para o Polo Sul, em um daqueles barcos que partem de Ushuaia, a cidade mais ao sul das Américas. Bom, essa é uma escolha pelo dinheiro mesmo, mas não é uma das minhas prioridades de vida. Se for pela wishlist de lugares para conhecer, um destino que está entre os primeiros é a Índia.

 

4. Método preferido de viagem: avião, trem ou carro?

Carro! Apesar de ser o que eu menos uso. Fiz poucas road trips na vida e gostaria de fazer mais. Viajar de carro é liberdade. Você segue no seu tempo e para onde quiser. Dá pra parar pra ver aquela vista linda que o ônibus ou o trem não param. Dá pra conhecer aquela cidadezinha que todos dizem não ter nada, mas quem quer sempre acha algo interessante. Dá pra ver o lugar, a paisagem, as pessoas no ponto de ônibus, o vendedor ambulante, o motoqueiro que foge da chuva, o moço que anda a cavalo. Dá pra ver a vida que existe no local e imaginar todas as histórias das pessoas que passam pelo caminho.

Avião é a última das opções. A gente perde muito tempo em aeroporto, eles quase nunca são bem localizados e perdemos ainda mais tempo em deslocamento, a passagem é cara e passamos a viagem toda “dentro da bolha” que é um avião. Tem horas que é inevitável voar, não dá pra cruzar o mundo de carro ou de barco (a não ser que você tenha muito tempo para fazer isso). Para longas distâncias, voar é preciso.

Trem é uma boa opção. Mais confortável e menos livre que o carro. As estações costumam ser melhor localizadas que aeroportos e não precisa chegar 2 horas antes. Fica no meio termo dos dois. Ainda tem horários e paradas definidas, mas possibilita ver a paisagem.

 

5. Site preferido de viagens:

São tantos… Gosto muito dos textos e da forma como o 360 Meridianos aborda alguns assuntos.

E quem não gosta do Melhores Destinos? Confesso que eu evito abrir sempre pra não surtar e comprar todas as passagens que ver pela frente.

 

6. Para onde você viajaria só para comer a comida local?

Tailândia ou Japão. Amo a mistura do doce com o apimentado que os pratos tailandeses têm. A comida é intensa e cheia de sabor. Já do Japão, sou suspeita para falar. Cresci com a culinária japonesa e adoro!

thai-curry
Thai curry

 

7. Você sabe seu número de passaporte de cabeça?

Sei, mas ele vai mudar em um ou dois meses. E eu vou acabar decorando de novo.

 

8. Você prefere o assento do meio, corredor ou janela?

Do corredor, principalmente em vôos longos. Ir na janela e apreciar a paisagem é legal, mas ter que incomodar as pessoas do meu lado cada vez que eu quiser me levantar ou ir ao banheiro é algo que eu não gosto. Por isso vou sempre que possível no corredor, só para não atrapalhar a viagem dos outros. Prefiro ser incomodada do que ser a que incomoda.

 

9. Como você passa o tempo quando está no avião?

Depende da quantidade de horas de vôo e do meu estado físico e de espírito. Tem viagens que eu durmo apenas, antes mesmo do avião decolar, e só acordo para comer. Outras que eu assisto 4 ou 5 filmes seguidos. E tem aquelas que eu leio um livro inteiro.

 

10. Existe algum lugar para onde você nunca mais voltaria?

Não. Como disse ai em cima, cada viagem é uma viagem diferente. Se tive uma experiência ruim, não quer dizer que ela vai se repetir se eu voltar para o mesmo lugar. O mesmo vale para as boas.

Eu acho que destinos que não deixaram uma boa primeira impressão merecem outra chance. As vezes é preconceito nosso, pode ser que o clima não tenha ajudado ou que faltou sorte mesmo. Voltaria para todos os lugares que já fui (e visito lugares repetidos com uma certa frequência até), alguns com mais prioridade que outros.

 

Bom… essas foram as 10 perguntas respondidas. Agora deixo o desafio para:

 

Leia mais:

Aquela viagem da qual eu nunca voltei

Meu roteiro volta ao mundo

O que eu perdi mochilando

Como fazer amigos durante a viagem

A primeira viagem internacional

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

8 Comments

  1. 29/03/2017 at 17:26 — Responder

    Menina, cada uma das suas respostas me surpreendeu de algum modo!
    Também adorei saber que você e eu dividimos esse amor todo pela Tailândia. haha

    Amei conhecer um pouco da viajante por trás do Bagagem de Memórias! Essa tag tá um arraso!!! 🙂

    • 30/03/2017 at 18:31 — Responder

      Tailândia, como não amar, né???
      To adorando conhecer um pouquinho dos blogueiros tbm! =]

  2. 03/04/2017 at 12:05 — Responder

    Patricia adorei a tag! É bom que sempre que relembramos assuntos das viagens anteriores é como se voltássemos um pouquinho né ?!
    Adorei te conhecer! E vi que temos algumas opiniões parecidas!
    O desafio tá respondido lá blog. Beijos

    • 06/04/2017 at 20:16 — Responder

      Sempre bom lembrar dessas coisas, né?? Somos cheias de memórias boas!
      Adorei te conhecer também!

  3. 03/04/2017 at 14:30 — Responder

    amo essa TAG!!! e moooorro de vontade de conhecer a Tailândia <333

    • 06/04/2017 at 20:17 — Responder

      Muito legal conhecer um pouquinho mais das pessoas, né?? Também to adorando!
      Tailândia é um lugar lindo demais. Tem que ir!!! <3

  4. 05/04/2017 at 00:30 — Responder

    Patrícia, adorei as suas respostas! Também morro de vontade de conhecer a Índia e está na minha wishlist! E quando eu viajava quando criança também fazia parte dessa turma desesperada e feliz de aproveitar a prioridade hahahaha
    Meu post entra daqui a pouco 🙂 Brigada pelo desafio!

    • 06/04/2017 at 20:15 — Responder

      Oi Tássia!!
      Índia é diferente, não é tão fácil achar alguém que queira ir para lá. hahaha… Bom saber que tem mais gente nessa!
      Vou lá ver suas respostas para conhecer um pouquinho mais de vc.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *