AustráliaOceania

Primeira vez na Austrália?

A Austrália é aquele país do outro lado do mundo que você sempre ouviu falar, mas nunca imaginou que poderia ir? O paraíso dos surfistas, praias paradisíacas, vinhos mundialmente famosos, natureza rica e um povo super receptivo. Terra dos cangurus, coalas, aborígenes, Nicole Kidman e Mel Gibson. Por que não se dar a chance de conhecer?

Neste post já demos as dicas dos principais lugares para visitar, aqueles que não podem ficar fora do seu roteiro, mas agora vamos dar outras dicas.

 

Como chegar?

A Austrália fica longe, do outro lado do mundo, como dissemos. Não há vôos diretos e entre as opções de escala estão Santiago (Chile), Abu Dhabi ou Dubai (Emirados Árabes), Los Angeles (Estados Unidos) e Londres (Inglaterra). A passagem será, provavelmente, a parte mais cara da sua viagem. Como são muitas horas, parar em um desses lugares por 1 ou 2 dias pode ser uma boa ideia, se você tiver tempo.

Devido à distância, o fuso horário vai te fazer sofrer um pouco. Deixe os primeiros dias para programas mais leves para que seu corpo se acostume. O fuso também fará você “perder” um dia, já que os australianos vivem 11 horas a frente, mas não se preocupe, você ganha esse dia de volta quando retornar.

Cartão postal: Sydney Opera House e Harbour Bridge

 

 

Burocracia

Brasileiros precisam de visto para entrar na Austrália. O processo hoje está bem mais simples que antigamente e tudo pode ser feito online para a categoria turista. Basta entrar no site da imigração australiana, preencher o formulário e anexar os documentos necessários. É meio trabalhoso e chatinho, mas muito melhor que ter que se deslocar até a embaixada ou despachar tudo pelo correio. Ao finalizar o procedimento você receberá um e-mail que deve ser impresso e apresentado quando chegar ao país (isso significa que você não terá o visto afixado no seu passaporte antes de chegar na terra dos cangurus). Ah! A taxa pode ser paga com cartão de crédito, nada de se deslocar até o banco também. Tudo costuma ser rápido e levar poucos dias.

Vale lembrar que outro documento necessário é o certificado internacional de vacina contra febre amarela. Já falamos sobre ele aqui neste post.

Twelve Apostles, lindo lugar que vale a visita

 

 

Quando ir?

Tudo depende de qual o seu objetivo no país. A melhor época é ir no verão, entre novembro e março, assim dá para curtir as famosas praias. O calor nessa época é intenso no deserto, quando seria preferível ir entre junho e agosto, quando as temperaturas estão mais amenas.

Praias paradisíacas da Austrália

 

 

Como se locomover?

A Austrália é um país de dimensões continentais, a melhor forma de se locomover em distâncias longas é voando. A viagem de avião vai levar poucas horas, enquanto o mesmo trajeto de ônibus pode levar 2 ou 3 dias. A Jetstar costuma ter vôos com preços melhores, mas vale também checar Virgin Australia e Qantas.

Se tiver mais tempo e quiser algo com mais aventura, que tal alugar um carro e percorrer o país? Muita gente opta por ir de Sydney até Alice Springs por terra, desbravando as longas e solitárias estradas no meio do deserto. Lembre-se que lá a mão é inglesa e que planejamento nesse caso é fundamental, afinal são quilômetros e mais quilômetros praticamente desabitados e você precisa saber onde parar para dormir e abastecer, além do que fazer e para quem ligar em caso de emergências ou problemas com o carro. Não esqueça que a carteira de habilitação internacional é obrigatória!

Outra opção bastante popular são os trens turísticos. Nesse site você pode conhecer as rotas, sendo a mais famosa feita pelo The Ghan, que vai de Adelaide a Darwin, passando por Alice Springs.

Dentro das cidades, use e abuse do transporte público. Ele costuma funcionar bem, ser fácil de usar e chega aos principais pontos. O país é super bem preparado para receber turistas, encontrar informações não é nenhum grande desafio.

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


 

O incrível outback da Austrália

 

 

Para incluir na sua lista de “To Do’s

Falta do que fazer é algo que não será problema na Austrália, a lista de atividades é infinita e algumas delas são verdadeiras experiências de vida. É claro que tudo vai depender de quanto tempo você tem, quais seus objetivos no país e quanto dinheiro está disponível a investir. Você já deve ter ouvido que esse não é dos países mais baratos para se visitar. Escolha os itens que mais te interessam da lista abaixo (ou todos eles) ou crie sua própria lista. Alternativas não vão faltar!

  • Scuba dive ou snorkling na Grande Barreira de Corais
  • Degustação de vinhos em uma das vinícolas
  • Uma foto com canguru, coala, diabo da tasmânia ou ornitorrinco
  • Pegar ondas, nem que seja em uma aula de surf para principiantes
  • Se aproximar da cultura aborígene
  • Um tour pelo Outback para ver o Uluru (ou Ayers Rock)
  • Um passeio de barco pela Sydney Harbour (o ferry de Manly para Circular Quay também vale)
  • Conhecer a Ocean Road e os Twelve Apostles

Se você está à procura de ideias inspiradoras, visite www.australia.com

 


* Post patrocinado

 

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *