ÁsiaExperiênciaGastronomiaJapão

O que comer no Japão?

Afinal, o que comer no Japão se eu não gosto de peixe cru? Se essa é a sua ideia da culinária japonesa, está na hora de expandir um pouquinho seus horizontes. A comida do país do sol nascente é sensacional e está entre as minhas preferidas no mundo. Fica a dica: vai muito além do peixe e do arroz.

Talvez isso seja influência dos restaurantes que temos pelo Brasil, que na maior parte das vezes são rodízio de sushi e sashimi e acabam dando a ideia de que não tem outro tipo de comida no Japão. Eu quero morrer quando escuto alguém falar que não gosta de comida japonesa porque não come peixe ou não curte carnes cruas. O peixe cru não é o arroz com feijão de todo dia no Japão, muito pelo contrário. Não encontramos em cada esquina e é uma comida… digamos que mais sofisticada.

A apresentação faz parte da cultura do país. Repare que não importa se o restaurante é super chique ou se é aquele da esquina, os pratos são sempre bonitos, bem arrumados e cheio de detalhes. A etiqueta à mesa é outro assunto importante (e longo) e levado a sério. Tem jeito certo de usar o ohashi (os palitinhos usados para comer) e fazer barulho para comer massas ensopadas não é falta de educação. Acho que esse assunto merece um post específico para este não ficar muito grande.

Leia também: Top 5 restaurantes na Liberdade (na minha opinião)

Se você é de São Paulo, sabe que a culinária oriental é altamente presente na cidade e pode começar agora essa aventura gastronômica (olha a dica ai em cima). Tem muito restaurante bom! E também um monte dos ruins, péssimos e horríveis (sushi de cenoura, morango e goiabada é o assassinato da comida japonesa). Mas, vamos deixar esse assunto para outro post e ir direto ao que interessa.

Afinal, o que comer no Japão?

 

Sashimi

Sim, tem peixe cru no Japão e em variedade muito além do nosso atum, salmão e peixe branco (sempre me pergunto por que ele nunca tem nome?). O sashimi é o corte da parte nobre do peixe e deve ser apreciado com um pouquinho de shoyu (molho de soja). Pouquinho, tá? Nada de fazer o peixe nadar de novo.

Credito: stratman² (2 many pix and busy) via Visualhunt
Credito: stratman² (2 many pix and busy) via Visualhunt

 

Sushi

Existe uma infinidade de tipos de sushi. O ponto comum entre eles é que sempre tem arroz, seja dentro, fora ou por baixo. Tem os com peixe cru, tem com ovas, com ovo, com frutos do mar e até sushi de hamburger eu já vi por lá. Eles também vão com um pouco de shoyu, mas nunca na parte do arroz, ok? E pode colocar inteiro na boca, sem morder pedaços ou cortar no meio.

authentic-sushi-sashimi-shrimp-prawn-roe-raw

 

Ramen

Ou lámen, podemos dizer que é uma evolução do que conhecemos como miojo (essa descrição é péssima, é só pra dar uma ideia). A massa é mergulhada em um caldo saboroso (de shoyu, shio ou missô são os mais tradicionais) e são adicionados vários toppings – carnes, verduras, ovo etc. Os restaurantes de ramen (conhecidos como ramenya) estão em todo lugar e os sabores variam conforme a região do Japão. Se quiser provar alguns sem se deslocar muito, vale conhecer o museu do ramen que fica em Yokohama, pertinho de Tokyo.

noodle-soup-ramen-noodles-ramen-japanese-food

 

Udon

O udon é similar ao ramen, porém a massa é mais grossa, o caldo é geralmente à base de shoyu e outros temperos e os toppings também são diferentes. O prato também tem suas variações regionais e vai mudando de norte a sul do país. Pode fazer barulho para comer!

Photo credit: massdistraction via Visualhunt.com / CC BY-NC-ND
Credito: massdistraction via Visualhunt.com

 

Kareraisu

Se eu pudesse escolher a minha última refeição antes de morrer seria um belo prato de kare. Quem me conhece sabe que sou bem suspeita pra falar, mas são poucos que discordam de que isso é bom demais.

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


Leva-se algum tempo para acostumar com o inglês “ajaponesado”, mas kareraisu é o mesmo que curry rice, ou seja, arroz e molho feito à base de curry. As vezes com carnes, batata, cenoura e cebola. E muitas vezes acompanhado de tonkatsu, gyukatsu, koroke ou outras frituras. Há um nível de ardência que vai do adocicado ao para amantes de pimenta.

Credito: barron via VisualHunt.com
Credito: barron via VisualHunt.com

 

Okonomiyaki

Conhecido como panqueca japonesa, a massa é feita de farinha ovos, repolho e outros ingredientes, preparados na chapa e cobertos com molho de okonomiyaki, maionese, katsuobushi (esses floquinhos de peixe que aparecem na foto) e outras coisinhas mais. Em alguns restaurantes o preparo é feito pelos próprios clientes, em outros, já vem pronto para comer.

O mais famoso é o okonomiyaki da região de Hiroshima, feito em camadas e que tem massa de yakisoba em sua receita.

Photo credit: SteFou! via VisualHunt / CC BY
Credito: SteFou! via VisualHunt

 

Takoyaki

Tako = polvo e yaki = frito na chapa. Uma massa frita na chapa em forma de bolinhas, macia por fora e molinha por dentro, recheada com pedacinhos de polvo e coberta por molho de takoyaki, maionese, nori e katsuobushi.

A região conhecida pelo takoyaki é Osaka, onde você pode encontrar restaurantes especializados ou provar das barraquinhas de rua. Preste atenção no preparo, pois é um show de agilidade a parte.

Credito: Yohei Yamashita via Visualhunt.com / CC BY-NC
Credito: Yohei Yamashita via Visualhunt.com

 

Tonkatsu

Carne de porco empanada em farinha panko e frita, coberta com molho tonkatsu. Geralmente é servido com arroz branco, mas pode ser parte do katsu kare (kare, arroz e tonkatsu) ou do katsudon (veja logo abaixo).

A versão com carne de vaca é chamada de gyukatsu e o de frango, chicken katsu.

Credito: wallyg via Visual hunt
Credito: wallyg via Visual hunt

 

Katsudon

Uma tigela de arroz coberto por tonkatsu, molho e ovo cozido. Um prato bastante popular no Japão. Se a carne for de vaca vira gyukatsudon. De frango, chicken katsudon.

O “don” que termina todos esses nomes vem de donburi, a tigela em que a comida é servida. Existem outras variações de donburi e todas são uma tigela com arroz coberto por xxxx (essa é a parte que varia).

Credito: *_* via Visual hunt
Credito: *_* via Visual hunt

 

Oyakodon

Mais um da família dos donburis. Neste caso, o arroz é coberto por frango e ovo, que são cozidos juntos, também com molho, cebola e outros ingredientes.

A curiosidade aqui fica por conta do nome do prato. Oya = pais e ko = criança, filho. No caso, pais e filhos são representados pelo frango e ovos. E o don é do donburi.

Credito: Pabo76 via Visualhunt
Credito: Pabo76 via Visualhunt

 

Korokke

Lembra que falei sobre o inglês dos japoneses? Pois é… korokke é a tentativa de dizer croquete (de origem portuguesa), com uma leve adaptação para o idioma deles. E adaptação da receita também. É um bolinho de batata frito e recheado com carne.

Você pode encontrá-lo nos konbinis (lojas de conveniência) para um lanche rápido ou nos restaurantes, como uma refeição completa.

Credit: I Believe I Can Fry via Visualhunt
Credit: I Believe I Can Fry via Visualhunt

 

Tempura

Legumes ou camarão envoltos em uma massa fininha e frita. Mergulhe no molho de tempura antes de comer.

Também introduzido no Japão pelos portugueses, que não comiam carne durante  o período de quaresma e encontraram no tempura uma boa alternativa de alimentação.

Credit: OiMax via Visual Hunt
Credit: OiMax via Visual Hunt

 

Omoraissu

Mais uma palavra adaptada do inglês: omelet rice. Nada mais que um omelete recheado de arroz (que pode ser temperado de diversas formas) e coberto por ketchup ou molho adocicado. É um prato que as crianças gostam bastante.

Credito: CookieM via Visual Hunt
Credito: CookieM via Visual Hunt

 

Yakiniku

A versão japonesa do churrasco. São diferentes tipos de carne que são preparadas na mesa, pelos clientes do restaurante. Depois de grelhadas, as carnes são mergulhadas em molho tare (ou outro molho) antes de serem saboreadas.

O yakiniku é uma adaptação japonesa do bulgogi, o churrasco coreano.

Credito: Lil' Dee via Visual hunt
Credito: Lil’ Dee via Visual hunt

 

Yakitori

E essa é a versão japonesa do espetinho. Pedaços de frango no espeto de bambu com molho adocicado. Geralmente encontrados em barraquinhas de rua, para um lanchinho bem informal para enganar o estômago por um tempo.

Apesar de tori significar ave, o termo pode ser usado para qualquer tipo de espetinho, incluindo carne de vaca e vegetais.

Credito: TAKA@P.P.R.S via Visualhunt.com
Credito: TAKA@P.P.R.S via Visualhunt.com

 

Gyoza

Originalmente, o prato é chinês, mas muito popular no Japão. Um pastelzinho recheado de carne ou de legumes que pode ser feito na chapa, no vapor ou frito. Mergulhe no molho de gyoza antes de comer. É sucesso!

Credito: kadluba via Visualhunt.com
Credito: kadluba via Visualhunt.com

 

E você? Que comidas japonesas adicionaria a essa lista?

 

Leia mais:

10 coisas que você precisa saber antes de ir para o Japão

Roteiro: Japão em 15 dias

O que fazer em Tokyo

Descobrindo o Red Light District em Osaka, sem querer

O Japão no Brasil

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

16 Comments

  1. 17/12/2016 at 10:46 — Responder

    Nossa, comida de viagem é bom demais! Depois de ler o seu post (e ficar babando), tô morrendo por provar o Kareraisu. Parece ser muito delicioso!

    • 17/12/2016 at 19:00 — Responder

      Hmmmm… eu amo kare!
      Já passei uma viagem comendo todos os dias e não enjoei. ahhaahah
      Não precisa exagerar assim, mas recomendo experimentar! Se vc gosta de cozinhar, é fácil fácil de fazer. =]

  2. 17/12/2016 at 12:15 — Responder

    Meu favorito, sem dúvida, o Tonkatsu!!!

    • 17/12/2016 at 19:01 — Responder

      Um tonkatsu bem feitinho e bem crocante é bom demais!! Deu até água na boca.

  3. 17/12/2016 at 22:20 — Responder

    Ai que post delicioso!!! Estou aqui com fome e saudades da minha viagem ao Japão … comi tão bem por lá!
    Bjão

    • 19/12/2016 at 11:53 — Responder

      Um motivo para voltar, Mirella!
      É um ótimo destino para comer bem mesmo. Hmmmm…

      bjo

  4. 17/12/2016 at 22:46 — Responder

    Este post é uma delicia, concordo totalmente com vc. A comida japonesa é muito boa, tive a sorte de viajar pelo Japão e experimentar algumas das comidas que vc faz referencia. Muito boa sua descrição dos pratos.

    • 19/12/2016 at 11:54 — Responder

      Obrigada Giulia!
      Sou suspeita, mas comida japonesa está entre as minhas preferidas do mundo. =]

  5. 18/12/2016 at 10:59 — Responder

    Deu uma fome subita ao olhar para este post tao completo de iguarias deliciosas! Mesmo sendo vegetariana nao teria qualquer problema em coner no japao 🙂 ainda nao provei ramen mas tem mesmo de ser, parece tso bom!

    • 19/12/2016 at 11:56 — Responder

      Até eu fiquei com fome depois do seu comentário, Marta!
      Ramen é uma delícia, tem que provar sim.
      O Japão usa muitos legumes e verduras nos pratos, sem falar no arroz que está em tudo. Acho que vc não vai ter problemas não.

  6. 18/12/2016 at 18:59 — Responder

    Parabéns pela matéria está demais. Mesmo sendo descendente de japonês confesso que nem conhecia alguns pratos… Realmente muito bom o post!

    • 19/12/2016 at 11:57 — Responder

      Oi Itamar!
      Olha que ótima oportunidade para conhecer mais sobre a cultura dos seus antepassados! Acho que vc deveria experimentar alguns. =]

      Obrigada pela visita e pelo comentário!

  7. Muito interessante esta informação. Em Portugal é igual, restaurantes japoneses na grande maioria são de peixe cru. Não fazia ideia desta diversidade…

    • 19/12/2016 at 11:59 — Responder

      Interessante saber que em Portugal também é assim!
      Pois é, é uma visão bem distorcida que as pessoas no geral tem e acabam perdendo a chance de provar tanta coisa boa. E isso é só uma pequena parte, pq essa lista vai loooonge. =]

  8. 19/12/2016 at 10:29 — Responder

    amo tonkatsu e gyoza!! comi algumas vezes naquele restaurante por que sim na Liberdade e acho muuito bom! quero experimentar o okonomyaki, vi uma vez num documentário que fazem na frente do cliente…sai mais caro se é servido assim?

    • 20/12/2016 at 10:01 — Responder

      Amo esse restaurante! Comida muito boa, tradicional e preços bem razoáveis. Sem esse monte de invenção e adaptação que os brasileiros fizeram.

      Pra mim, o melhor okonomiyaki de São Paulo é o que vende no Festival do Japão. Pena que é só uma vez por ano.

      No Japão é bem comum restaurantes que preparam tudo na frente dos clientes ou que o próprio cliente prepara o seu. Aqui eu nunca vi isso. Na verdade, eu geralmente como nos eventos, nem todos os restaurantes fazem (e se fazem, chega prontinho na mesa. Vc não ve o preparo).
      Se alguém tiver indicações de onde comer um bom okonomiyaki por aqui, estou aceitando! ahahah

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *