ÁsiaPhuketTailandia

James Bond Island

Hoje fui para a James Bond Island. A primeira parada foi um mergulho em uma das ilhas que tem por aqui. A água é super quente! Depois seguimos para a ilha de James Bond. Um dos filmes foi gravado lá (se não me engano o Golden Gun, mas não tenho certeza), daí vem o nome. A ilha tem formações estranhas nas pedras. Uma delas é chamada de ilha prego, porque parece um prego (!!). Usando a imaginação, até que sim!

Roteiro do dia!

Primeira parada para um mergulho

Ilha Prego. Use sua imaginação!

Formação rochosa característica do lugar

A ilha de 007

Um passeio de caiaque pelas cavernas nos levou bem próximos a essas formações. Algumas lagoas escondidas e macacos. Foi bem legal e o lugar é muito bonito! O guia era um palhaço e até fiquei com a barriga doendo de tanto rir! Passei o dia com uma menina da Russia e outra de Israel.

 

As músicas do passeio eram bem variadas. Tocou música thai, Backstreet Boys, Savage Garden, psy e… lambada! Eu lembro que dançava essas musicas quando tinha uns 7 ou 8 anos. O mais impressionante é que falei para a russa que era música brasileira e ela disse: – Eu sei. É lambada. Essa música era bem famosa na Russia há uns 15 ou 20 anos atrás.
As músicas daqui não tem nada de diferente. Não aguento mais ouvir Pokerface e nem IGotta a Felling. Lady Gaga e Black Eyed Peas em tudo quanto é lado! No hostel em Bangkok tocava umas músicas koreanas e japonesas que eu reconheci.
 
Voltei para o hotel e, depois de um bom banho, fui lavar minhas roupas, já que faz algum tempo que eu não passo mais de uma noite no mesmo lugar e não dava tempo das roupas secarem.

Nunca achei que fosse tão difícil jantar por aqui. Estava com uma preguiça master de sair para comer, mas estava morrendo de fome. Decidi ir em algum lugar aqui perto mesmo. Entrei em um restaurante meio vazio e os garçons pareciam estar todos conversando. Pois é, entrei e eles continuaram conversando. Como ninguém foi me atender,  levantei e fui embora.

Andando mais um pouco, encontrei um shopping.  Acabei achando um restaurante lá dentro mesmo, arrumadinho e barato! decidi jantar lá. O atendimento aqui nao é o forte mesmo. Só me atenderam porque eu chamei. Quando o prato chegou, achei tão pequeno, ia continuar com fome desse jeito e já estava pensando no próximo prato que eu ia pedir. Ainda bem que era barato e pequeno! Era ruim, mas muito ruim!!  E nada de absurdamente diferente:um macarrão com molho thai e carne. Comi, paguei e sai em busca do Mc mesmo. Continuava com fome. Não achei o Mc, mas achei uma pizza do outro lado da rua. Mais uma briga para ser atendida, mas pelo menos a comida era boa dessa vez!
 
Não sei ainda se fico por aqui mais 3 dias ou se eu se durmo em alguma ilha. Talvez fique por aqui e faça passeios de 1 dia para as ilhas, já que a hospedagem lá é super cara! Hotéis de luxo, bangalôs chiques ou hostels que não são bem comentados (e ainda são caros).

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Nascida em São Paulo, já chamou de casa o Japão, a Austrália, o Chile e tem o passaporte carimbado por uma volta ao mundo. Descendente de japoneses com orgulho e ativa na comunidade nikkei, participa de projetos para divulgação do Japão e para o fortalecimento da cultura japonesa no Brasil. Está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *