AustráliaBlue MontainsOceania

Featherdale Park & Blue Mountains

De volta as aulas depois de 3 dias de descanso! (lembram que eu falei que segunda eu não tinha aula porque o feriado era no sábado). Sexta eu sai da aula e fui pra uma praia aqui perto com minha amiga koreana, subimos algumas escadas para chegar lá em cima onde tem uma vista linda! Ela adorou, e dise que nunca ia esquecer o que ela estava vendo! Agora acho que ela quer ficar todos os dias depois da aula conversando comigo.
Sábado acordei super cedo e fui para o Featherdale Park, um zoológico com animais típicos daqui. No caminho passei por cima da Harbour Bridge, e vi o parque olímpico. Muitos coalas e cangurus no parque, pássaros, lagartos, pavão, etc. Vi a equidna, e o mais difícil tirar foto, porque esse bicho não para quieto, fica correndo de um lado pro outro.
 
Depois fui pra Blue Montains, um lugar bem conhecido aqui e famoso pela lenda aborigene das “three sisters”, que são 3 montanhas uma do lado da outra, e de uma cachoeira que tem formato de um rosto. Diz a lenda que as 3 sisters eram 3 mulheres e chegaram homens de algum lugar que começaram a brigar por elas. Para acabar com a briga uma bruxa as transformou em montanhas, mas não sei o que aconteceu que parte do feitiço atingiu a própria bruxa e ela virou pedra. Agora ela fica chorando (por isso ela é uma cachoeira).
Three Sisters – Blue Mountains
Segunda chegou a última nova moradora de casa, uma tcheca com um nome bem diferente: Vendula. Ela é legal! Fomos pra praia de novo e ontem estava muito quente! Mas a água continuava muito gelada. Depois voltei pra casa e tomei um banho rápido, porque ela me chamou pra ir numa festa do pessoal da classe dela, uma festa meio brasileira, mas não tinha nenhum brasileiro. Lá eu entendi porque: o koreano, dono da casa, fez arroz brasileiro! Tava bom! E o outro que também mora lá (acho que australiano) fez caipiroska!
 
 
 
CURIOSIDADE DO DIA: vocês sabiam que os coalas dormem cerca de 20 horas por dia! Isso é muito tempo! E eles comem apenas folhas de eucalipto, que tem alguma substancia que os deixa “bebados”. Por isso eles dormem tanto, e alguns ficam tão ruins que chegam a cair das arvores enquanto estão dormindo!

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Nascida em São Paulo, já chamou de casa o Japão, a Austrália, o Chile e tem o passaporte carimbado por uma volta ao mundo. Descendente de japoneses com orgulho e ativa na comunidade nikkei, participa de projetos para divulgação do Japão e para o fortalecimento da cultura japonesa no Brasil. Está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *