ÁsiaChinaExperiênciaGastronomiaMundo

Comida chinesa, de norte a sul

A China é um país peculiar. Entre tantas diferenças com o ocidente, a comida chinesa se destaca. Eu fui para lá e confesso que tive dificuldade para comer, não porque era ruim, mas por falta de conhecer e por não saber o nome dos pratos. Gostaria de ter conhecido o Matheus antes dessa experiência.

O Matheus escreve o blog O Baú do Viajante e morou na China por dois anos. Tempo suficiente para entender quais as iguarias que não podemos deixar passar ao visitar o local e as diferenças naturais que um país de dimensões continentais tem. Ele escreveu para gente um guia sobre a comida chinesa, de acordo com cada região.

Com vocês, Matheus:

Comida chinesa é, muitas vezes, considerada um tabu, mas tenho como missão pessoal mudar essa realidade. Depois de ter passado dois anos morando e estudando na China eu me apaixonei por muitos pratos chineses. Percebi então que muita gente não gosta da comida chinesa por pura falta de conhecimento.

O termo comida chinesa não é tão simples como imaginamos, ele vai muito além do yakisoba, que por sinal é a palavra japonesa para macarrão frito, e dos espetinhos de insetos que a mídia insiste em vender como se fosse uma comida típica chinesa.

Leia também: 10 coisas que você precisa saber antes de ir para China

Se você está se preparando para visitar a China é importante entender como cada região do país pode ter um sabor diferente. Isso pode ser um dos fatores que temos mais em comum com o outro lado do mundo. Assim como o Brasil, a China é um país de dimensões continentais. Então cruzando o país de norte a sul não podemos esperar que a comida seja igual.

Entendeu o problema em simplificar o termo comida chinesa? Ela pode ser apimentada, doce, salgada, em pratos separados ou com todos esses sabores no mesmo prato. Te convido a viajar pelos sabores e temperos chineses comigo.

 

Comida chinesa: Norte (Pequim)

Em geral o sabor da comida no norte da China tende a ser um pouco mais salgado que no restante do país. Pequim inclusive entra nesse pacote, junto com a província de Helongjiang, que está em cima da capital, quase chegando na Rússia.

O famoso pato de Pequim é um bom representante da cidade, mas não só ele. O delicioso HotPot também é bem típico. Uma panelinha que pode ser individual ou para a mesa, sobre um fogão. O molho à sua escolha, tomate, cogumelos, apimentado ou não e todos os ingredientes (carnes e vegetais) são feitos na hora por você mesmo. Cozidos no molho.

Trigo é a base da comida do norte, por isso aqui é mais comum encontrar pratos com macarrão do que com arroz.

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


comida chinesa_ pequim

 

 

Comida chinesa: Sul (Guangxi, Guizhou e Guangdong)

Com chuvas constantes, o Sul é a região que mais produz arroz na China, por isso por aqui é mais comum encontrar pratos em que a base é o grão branco mais amado do mundo.

Por lá a comida tende a ser um pouco mais ácida. Isso acontece pelo constante uso de vinagre para preservar os alimentos, principalmente em pequenos vilarejos nas montanhas em que as condições de vida não são tão fáceis. Por isso, essas técnicas mais antigas ainda são utilizadas com certa frequência.

É no Sul também que fica a província de Guizhou e a de Guangxi. Em algumas localidades dessas províncias é comum o consumo de carne de cachorro. Então não se espante se você vir na frente de algum restaurante imagens dos vários tipos de carne servidas e, entre a vaca e o frango, tiver um cachorro.

Isso não quer dizer que os animais são torturados ou sofrem maus tratos. Os cachorros têm o mesmo tratamento que os outros animais que nós consumimos, uma vez que muitos chineses não têm a mesma relação de animais de estimação que temos com o melhor amigo do homem.

Bom lembrar que estamos falando de algumas regiões do sul do país e não da China inteira. Já tive amigos que ficaram extremamente chateados quando perguntados se consumiam cachorro.

Já em Guangdong, a presença da comida cantonesa, proveniente de Hong Kong, é bem forte. Os famosos Dim Sum, uns bolinhos com massa bem fininha e cheio de caldo por dentro (as vezes servidos até com um canudinho) representam bem essa culinária.

comida chinesa_Sul

 

Comida chinesa: Centro (Sichuan, Hunan, Chongqing e Hubei)

Falo dessa região com muito carinho porque foi aqui que vivi durante minha estadia no segundo país mais populoso do mundo.

É aqui que a coisa esquenta: estou falando da pimenta. Mil e um tipos de pimenta usados nos pratos. As províncias de Sichuan, Hunan e Chongqing são famosas por deixarem todo mundo com a boca pegando fogo, mas Hubei onde morei não fica muito atrás não.

Prepare-se para deixar muitos donos de restaurantes, garçons e cozinheiros chateados se pedir para tirarem a pimenta do prato. Ou vão te fazer escolher outro prato, ou podem dizer que não dá pra fazer o que você pediu sem pimenta e a explicação vai ser que você vai reclamar que não está gostoso sem a vermelhinha.

O HotPot de Pequim também é bem conhecido em Sichuan, mas por lá obviamente bem mais apimentado. Vale a pena experimentar, é uma delícia.

Anote a seguinte frase: Wo bu yao la jiao – Não quero pimenta. Você vai usar com certeza.

comida chinesa_Sichuan

 

Comida chinesa: Oeste (Xinjiang e Gansu)

Xinjiang, por favor decore essa palavra. Essa é uma das províncias mais deliciosas da China. Com forte presença de muitos grupos muçulmanos, a carne principal por aqui é carneiro. Completamente diferente do restante do país.

Aqui você vai encontrar alguns pães árabes e um churrasco maravilhoso, além de pratos com macarrão que merecem a sua atenção. Eu nem consigo descrever muito que já me dá fome.

Experimente o macarrão, o churrasco e o iogurte artesanal, por favor.

A província de Gansu tem pratos bem parecidos com os de Xinjiang pela proximidade, não deixe de experimentar o famoso macarrão de Lanzhou (Lanzhou La Mian).

comida chinesa_XInjiang

 

Comida chinesa: Leste (Anhui, Jiangsu e Zhejiang)

Já nas províncias de Anhui, Jiangsu e Zhejiang os peixes são as estrelas dos pratos, geralmente cozidos no vapor. Aqui os sabores são mais suaves, mas igualmente deliciosos. Um prato bem famoso é um peixe agridoce, já que nessa região o sabor doce é mais presente.

comida chinesa_ Chengdu

 

Viu só como é difícil definir comida chinesa apenas pensando no yakisoba e nos insetos? Além dos pratos que citei aqui, tem algumas comidas que são bem difundidas no país inteiro e que são bem fáceis de encontrar.

Jia Chang Cai – ou pratos caseiros – são pratos servidos em qualquer lugar da China. Tofu, berinjela, tomate com ovos, frango xadrez ou o porco agridoce acompanhados de arroz são pratos deliciosos e fáceis de serem encontrados.

Além disso em cidades grandes você pode experimentar comida dos quatro cantos da China sem problema. Se você viajar pra lá e voltar satisfeito com pelo menos um prato não esquece de deixar um comentário aqui.

* Imagem destacada: Micah Sittig

 

Leia mais:

Os guerreiros de terracota de Xian

Visto da China: como tirar (dentro e fora do Brasil)

Chengdu e os pandas

The Peak, o ponto mais alto de Hong Kong

O que comer no Japão?

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

20 Comments

  1. 30/03/2017 at 10:40 — Responder

    Já estou decorando: Xinjiang. Adoro carne de cordeiro, gente! Nunca que eu ia imaginar que ia achar isso na China!

    • 06/04/2017 at 20:49 — Responder

      O mundo surpreende, né??
      Eu também não imaginava essa diversidade na China.

  2. 30/03/2017 at 10:54 — Responder

    Que post maravilhoso, estas informações são fundamentais na hora de criar o roteiro pela China, adoro estas diferenças culturais internas, sempre conseguimos entender melhor a personalidade do país. Parabéns!

    • 30/03/2017 at 18:32 — Responder

      É isso mesmo, Fabio. A comida reflete a cultura de cada lugar. Também adoro!

  3. 30/03/2017 at 12:56 — Responder

    Cara, tenho muita vontade de conhecer a China, principalmente por sua culinária…. mas acho que vc foi um tanto quanto conservador srsrsr Poderia ter pego coisas mais exoticas, não? srsr

    Mas eu gostei muito, não podia imaginar que a comida variava assim de região para regiao em um país tão pequeno.

  4. 30/03/2017 at 20:22 — Responder

    Realmente faz toda diferença saber esse tipo de dica antes de viajar para um destino tão diferente como a China. Valeu pelas dicas.

  5. 30/03/2017 at 21:18 — Responder

    EU gosto da “comida chinesa do Brasil” (rsrs) e, pelas fotos, acho que iria gostar dos pratos originais na China também. Além das explicações que ajudam muito (tipo pra imprimir e levar como guia de bolso). Adorei!!!

    • 06/04/2017 at 20:50 — Responder

      Que bom que ajudou!! Fico feliz!
      A comida do Brasil é sempre um pouco adaptada, né? Mas em lugares mais tradicionais, acredito que a diferença seja mínima.

  6. viajei_compartilhei
    30/03/2017 at 23:39 — Responder

    Muito bom post. Eu adoro comida chinesa e vai muito além do q eu imaginava. Matheus mandou muito bem!

    • 06/04/2017 at 20:51 — Responder

      Matheus deu show!
      Também não sabia dessa variedade toda.

  7. 31/03/2017 at 11:32 — Responder

    Um verdadeiro passeio pela gastronomia chinesa e consequentemente pelas diferenças culturais do país. É por questões como essa que, geralmente, visito apenas um país por viagem!

    Anotado para quando visitar a China saber o que comer, o que pedir… Muita coisa me atraiu em seu relato e me deixou com água na boca! 🙂

    • 06/04/2017 at 20:54 — Responder

      Também gosto de conhecer diferentes lugares de cada país para entender o que muda culturalmente em cada ponta. Ainda mais em um lugar de dimensões continentais assim, muda muita coisa.

  8. Viajante Comum
    31/03/2017 at 19:00 — Responder

    Fiquei surpresa com a diversidade! Mateus ficou craque mesmo, hein?! Fotos lindas! Fiquei com vontade de provar os bolinhos com recheio de caldo! Que distinto! Lindo post!

    • 06/04/2017 at 20:56 — Responder

      Cris,
      Vem pra SP e vamos num restaurante chinês!
      Matheus aprovou a comida de lá e se sentiu de volta na China.
      Esses bolinhos são uma delícia.
      (Acho que ele deveria vir junto pra explicar, pq eu não vou saber. ahhaha )

  9. 01/04/2017 at 08:06 — Responder

    Que ótimo post, estou louco pra ir a China, e sem dúvida que essas dicas serão sensacionais. Parabéns pelo post!!

    • 06/04/2017 at 20:56 — Responder

      Obrigada!!
      Sempre bom saber o que comer em cada lugar, né?

  10. 02/04/2017 at 15:03 — Responder

    Adorei suas super dicas. Mas agora fiquei preocupada, eu detesto pimenta kkkk
    Como vou fazer para eles não ficarem chateados?

    • 06/04/2017 at 20:57 — Responder

      Ihhh… boa pergunta!
      Acho que deve ter opções menos apimentadas.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *