América do SulGastronomiaPeru

A cozinha peruana

Ontem encontrei o grupo que vai passar a viagem comigo. É bem variado – são 4 da Inglaterra, 2 da Escócia, 2 da África do Sul e 1 australiano, todos jovens de até 60 anos, mais o guia que é peruano.
Fizemos um HH rápido, com cerveja peruana (ainda prefiro as brasileiras), enquanto o guia explicava as coisas da viagem, e depois fomos jantar em um restaurante local. A bebida típica é o pisco sour, alguma coisa que não identifiquei com muito limão, clara de ovo e canela. Apesar da mistura esquisita era bom (e forte!).
 
De entrada um bááásico ceviche peruano – peixe cru com muita cebola crua e limão (e outras coisas com gosto não tão forte). Acabei de descobrir que não são só os japoneses que comem peixe cru!
 
Depois pedi um prato que chama tacu tacu, o guia disse que era parecido com um prato brasileiro (acho que ele não conhece a culinária brasileira). Era um arroz com alguma coisa, e uma carne com um molho verde. Muito bom, mas pra mim lembrava muito mais comida indiana que brasileira.
Hoje saio de Lima e vou para Puno, o centro folclórico do país. Essa cidade fica a beira do lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo. Aliás, Puno fica a uma altitude de mais ou menos 3.800m, ou seja, pressão atmosferica maior, ar rarefeito e pouco oxigênio! As pessoas costumam ter dor de cabeça e enjôo, e tomam chá de coca para melhorar. Se eu voltar com uns neurônios a menos, já sabem de quem foi a culpa!

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *