América do SulPeruPuerto Maldonado

A Amazônia peruana

Acabei de voltar da Amazônia. Primeira impressão logo quando desci do avião: que calor! Os 90% de umidade do ar realmente impressionam, até se acostumar com isso, o que demora umas 3 ou 4 horas!

 
Fomos para o mercado da cidade de Puerto Maldonado, onde o guia nos mostrou algumas coisas nada diferentes para mim: piranhas, mandioca, castanha-do-pará, palmito, e outras coisas.
Depois pegamos um barco e fomos para o lodge. Maravilhoso! Volto pra lá fácil! Nada de luxo, mas super arrumadinho, e a comida era ótima! A melhor de toda a viagem!
 
O lodge


O quarto

  

Animais de estimação do lodge


Araras


Tucano!
Ainda no primeiro dia, fomos para a ilha dos macacos ver alguns deles. Mas eles se revoltaram e tivemos que sair escoltados pelos guias. A noite ainda fomos procurar caymans (pequenos jacarés) pelo rio. Não é muito difícil de achar o brilho dos olhos deles.
 
Ilha dos macacos


Não demos sorte. Eles estavam muito bravos. 


O por do sol mais bonio que já vi!
No outro dia acordamos cedinho – 5h para ver um monte de pássaros, e depois fomos fazer um passeio num lago, onde vimos mais pássaros, e quase morri de calor lá! 5h dentro de uma canoa, sem ter para onde ir, e a opção de nadar foi logo descartada quando o guia disse que tinha piranhas, anacondas, caymans, e outros bichinhos desse tipo. Deixei para nadar na piscina do lodge mesmo!
 
Reserva Nacional Tambopata


Floresta Amazônica


Floresta Amazônica


Floresta Amazônica


Pássaros


O barco que nos levou durante 5 horas

 

Foi um local para ver muitas plantas e bichos… macacos, tarântulas (ainda bem que não encontrei nenhuma no meu quarto), araras, tucanos, papagaios etc. E para dizer que conheço a Amazônia peruana, mas não a brasileira.

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *