DicasPlanejamento

5 dicas para não ser o chato do avião

Está chegando a hora de viajar! Passagens compradas, malas arrumadas, você entra no avião esperando relaxar um pouco, desligar da correria e começar a aproveitar as férias. E ai tem aquele chato de galocha do seu lado (ou na frente ou atrás) que estraga o seu vôo. As vezes é fácil reclamar, mas você já reparou se você não é o chato da viagem dos outros?

Tem coisas que a gente faz e incomoda. Não é por maldade, não é intencional, mas ainda assim atrapalha. Que tal prestarmos atenção nas nossas próprias atitudes? Olha as dicas:

 

1. Seja pontual

Se você olhar a sua passagem vai ver que tem dois horários. Um é para embarque e o outro para decolagem e nesse último as portas já estão fechadas e ninguém mais entra. Planeje-se para chegar na hora certa – pode ter trânsito, fila pra despachar a mala, fila pra passar no raio-x etc. Fique de olho no relógio se for tomar um café antes e preste atenção para ver se seu vôo não muda de portão.

Em vôos internacionais o cuidado é redobrado. Ainda tem o tempo de passar pela imigração, o controle de bagagem é mais rigoroso e a gente sempre quer fazer uma comprinha no free shop (ou no mínimo dar uma olhada). Tem aeroportos que são gigantescos e pode ser que você precise de 15, 20 minutos ou mais para chegar no seu portão de embarque. E pode ser nesse trajeto que o avião vai partir sem você.

Antes de te largarem pra trás, tem aquele anúncio do seu nome para que todo o aeroporto saiba que você está atrasado. E quando você entrar no avião, todo mundo já vai estar sentado e esperando os retardatários que estão segurando o vôo. Espero que não seja você (nem eu!).

O contrário também vale. Se chamaram as fileiras 15 a 30 para embarcar, não saia correndo se a sua for a 10. Não entre em desespero pra ser o primeiro a entrar no avião, isso não vai te garantir nenhum privilégio. Todo mundo que está na fila vai embarcar. Calma!

Photo via Visualhunt

 

2. Bagagem de mão com noção

Você sabe que existe limite de quantidade, tamanho e peso para as suas bagagens de mãos? Geralmente o permitido é 1 mala pequena (ou mochila) + bolsa, casacos e outros pertences pessoais. O tamanho não deve ultrapassar 115cm (altura + largura + comprimento) e o peso, 5kg para vôos nacionais (isso pode variar de uma cia aérea para outra, vale verificar a regra da sua).

Com exceção das cias low cost, raramente a bagagem de mão é de fato pesada e medida. O controle não é muito rígido e, salvo casos totalmente sem noção, até dá para passar um pouco esses limites sem dificuldades. Mas ai entra o bom senso de cada um (e, infelizmente, nem todos tem). Use o seu e não leve bagagem em excesso.

Se você usar mais espaço no compartimento de bagagem do que deveria, alguém pode ficar sem. Essa pessoa vai ter que procurar espaço em outro lugar que pode ser bem longe do assento que ela está e o avião não decola enquanto todas as malas estiverem devidamente acomodadas. Se todo mundo respeitasse os limites, a corrida na hora do embarque para garantir lugar para as malas seria desnecessária.

Photo via VisualHunt.com

 

3. Seu espaço X espaço dos outros

O seu espaço vai até onde começa o do outro. Aposto que você já ouviu isso e dentro do avião não é diferente. Pense nisso antes mesmo de embarcar, na verdade, já tenha isso na cabeça quando for escolher o seu lugar.

Se o seu vôo é longo e você é do tipo de pessoa que vai ao banheiro a cada 2 horas, pegue um assento no corredor. Eu sei que sentar na janelinha é legal e rende boas fotos da nuvens, mas toda vez que você precisar sair vai incomodar ou acordar o seu vizinho e fazê-lo levantar (ou vai ter que pular ele, o que vai atrapalhar do mesmo jeito).

Está gostando desse artigo? Que tal curtir o Bagagem de Memórias no Facebook?


Antes de guardar sua mala no compartimento superior, já separe as coisas que você vai usar durante o vôo – blusa, livro, tablet, remédios, carregador de celular, caneta para preencher formulários etc. Deixe uma bolsa com esses itens no espaço embaixo da cadeira da sua frente. Isso vai evitar ter que levantar e abrir a mala toda hora (e incomodar o vizinho, se você não estiver no corredor).

É óbvio, mas não custa falar. Deixe o descanso de braço sempre abaixado, a não ser que você conheça e tenha intimidade com o seu vizinho. Se for dormir, use o apoio de cabeça que tem no banco ou leve sua almofada de pescoço e evite babar em ombros alheios. Na hora das refeições, retorne o seu encosto para a posição vertical, assim o seu vizinho de trás tem espaço para comer. Ah, e a poltrona da frente não é lugar para apoiar o seu pé.

Photo via Visual hunt

 

4. Bom senso é sempre bom

Olha ele ai de novo, gente! O bom senso é sempre o melhor parâmetro para te guiar nesses casos. Seja educado com seus vizinhos – bom dia, com licença, obrigado e desculpa nunca é demais. Linguagem de sinais também funciona.

Puxar conversa pode ser simpático ou pode ser extremamente inconveniente. Sinta o clima e veja se a pessoa quer falar, quer dormir, precisa trabalhar etc. Cuidado com o tom de voz e risadas, ninguém mais precisa ouvir o que vocês estão falando e pode ter pessoas que querem descansar, especialmente se o vôo for longo. Isso vale para conversas no celular também (antes da decolagem ou logo após o pouso).

Sua poltrona no avião não é lugar para cortar a unha, passar esmalte ou fazer picnic. Se você tem chulé, não tire seu sapato e se tem cabelo comprido, não o jogue para trás da sua poltrona e atrapalhe o filme dos outros. Não jogue seu lixo no chão e não mexa no que não é seu. E guarde suas intimidades só para você, não precisa compartilhar com mais ninguém (não durante o vôo).

Airplane Wing

 

5. Viagem com crianças

Viajar com pequenos pode ser divertido ou um grande desafio. Passar muito tempo no avião é tarefa chata e entediante para eles. Não dá pra correr, nem gritar e o espaço para brincar é bem limitado. Sem falar que a pressão dá dor de ouvido, nem sempre a poltrona é muito confortável e por aí vai.

Converse com as crianças antes (se elas tiverem idade para entender, é claro) e faça-as curtir o pré-viagem junto. Explique quanto tempo ela vai passar voando e o que pode e não pode fazer. Tenha um kit entretenimento a bordo – livrinhos e lápis de colorir, brinquedos (silenciosos, por favor), comidinhas e jogos e vídeos no tablet. Aparelhos eletrônicos devem ser desligados na decolagem e pouso e eles precisam saber disso. Em último caso, muitas cias aéreas têm um kit desses, é só pedir.

Pague uma taxa a mais para garantir os lugares da frente, aqueles que tem um pouco mais de espaço onde os pequenos podem sentar no chão e se sentir mais à vontade, sem ficar no meio do corredor. Converse com seus vizinhos e já peça desculpas antecipadas caso o bebê chore e os incomode. Olha que simpático essa atitude.

Por fim, não há motivos para se desesperar. Eu sei que todos querem ter vôos tranquilos, mas crianças choram, todo mundo sabe, e a maior parte das vezes não é birra. Isso deveria ser compreensível, mas infelizmente, nem todos entendem. Tenho certeza que a primeira pessoa que não quer ver seu filho chorando é você mesmo e fará o melhor para acalmá-lo.

Photo via VisualHunt.com

 

Você já viajou com um chato no avião? Conta pra gente!

 

Leia mais:

Seguro viagem, pra que?

10 dicas para passagem aérea barata

10 (ou mais) apps essenciais para sua viagem

Sua saúde x sua viagem – medicina do viajante

Hora de planejar a viagem

The Author

Patricia

Patricia

Patricia é educadora de formação, marketeira de profissão e viajante por paixão. Amante da natureza, de aventuras, da cultura asiática e de causas sociais, reside em São Paulo, mas já morou no Japão, na Austrália e no Chile, já deu uma volta ao mundo e está sempre em busca de boas recordações para adicioná-las à sua bagagem de memórias.

20 Comments

  1. 24/03/2017 at 10:02 — Responder

    Muito maneiras as suas dicas!!! Parabéns.

  2. 24/03/2017 at 11:20 — Responder

    Nossa, dicas essenciais!! Eu entendo os imprevistos de quem viaja com crianças e sou o mais compreensiva possível. Quanto a isso não tenho problema, porque realmente não é fácil. Mas me incomoda demais pessoas sem noção que não respeitam o espaço da outra só por egoismo mesmo.

    • 24/03/2017 at 18:20 — Responder

      Pessoas sem noção ninguém merece, né? Também não tenho muita paciência com esses.

  3. 24/03/2017 at 20:28 — Responder

    Dicas basicas e essenciais que é sempre bom lembrar, né? Quando são pais com crianças eu tento também ser o mais compreensiva possivel porque olha… não deve sr uma tarefa fácil, até ofereço pra trocar de lugar e tals.. e tento ajudar no que posso também. Mas gente sendo folgada pelo simples fato de serem folgadas me dá nos nervos! haha

    • 27/03/2017 at 11:31 — Responder

      Concordo. Ninguém merece gente folgada assim.

  4. 25/03/2017 at 15:38 — Responder

    Ótimas dicas!!! Muitas vezes reclamamos do serviço de bordo, mas não tentamos ser bons passageiros e evitar alguns desconfortos desnecessários. Adorei!!!

    • 27/03/2017 at 11:32 — Responder

      Pois é… é fácil reclamar e não olhar para gente mesmo, né? Tento sempre me policiar com essas coisas.

  5. 25/03/2017 at 17:38 — Responder

    Paty, sempre levamos massinha, pequenos brinquedos, lapis e livrinhos para distrair a Luna. Ela sempre ficou bem entretida. Os pais têm que se preparar mesmo.

    • 27/03/2017 at 11:35 — Responder

      Isso mesmo. Viagem com criança é outra rotina, né? Tem que se preparar.

  6. Ana Carolina Miranda
    25/03/2017 at 18:10 — Responder

    Ótimas dicas! É um saco quando chegamos no avião e temos que deixar a bagagem de mão bem longe de nosso lugar, pois já está tudo lotado. E o pior é que isso não é tão raro de acontecer, né? Acho que todos deveriam ter cuidado com o tamanho de sua bagagem de mão.

    • 27/03/2017 at 11:35 — Responder

      Bom senso é bom e todos gostam, certo? Se todo mundo fizesse sua parte, essas coisas não aconteceriam, mas …

  7. Alessandra Maróstica de Freitas
    26/03/2017 at 17:46 — Responder

    Ótimo post!!! É muito chato ficar sem espaço para a bagagem de mão. Quase sempre tenho que acomodar as minhas longe de onde estou. Outra coisa que me estressa, é gente que fica chutando o assento da frente. Não consigo entender qual a motivação da pessoa para fazer isso. Ter bom senso é sempre fundamental!

    • 27/03/2017 at 18:29 — Responder

      Gente chutando assentos alheios é o fim mesmo. Pq???

  8. 26/03/2017 at 19:33 — Responder

    Sempre tento seguir as normas e ter bom senso, infelizmente são muitos sem noção por aí! Ótimas dicas!

    • 27/03/2017 at 18:30 — Responder

      Pois é… infelizmente, bom senso nem todos têm =/

  9. 27/03/2017 at 10:15 — Responder

    É impressionante como ainda vemos e passamos situações em voos que poderiam ser evitadas se todos os passageiros usassem o bom senso né? A questão das malas de mão acontece quase em todos os voos internos que fazemos, as pessoas insistem em abusar nesse quesito. A educação infelizmente ainda passa longe…

    • 27/03/2017 at 18:30 — Responder

      Eu acredito que um dia isso há de mudar. Vai demorar, mas vai mudar.

  10. 27/03/2017 at 19:04 — Responder

    eu sou daquelas q apoia o pé na cadeira da frente sem meia do lado da janela sabe aheuahe fico super encolhida, mas é o jeito mais confortável ahueahe pelo menos não tenho chulé né

    • 31/03/2017 at 12:25 — Responder

      hahahaha… se não incomoda a pessoa da frente, tá valendo!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *